... na beira da estrada, tá bichada ou tem marimbondo no pé!!!

sábado, 24 de janeiro de 2009

A missão do frango

Oi, gente. Mil desculpas pelo atraso. Esses dias eu estou pirando na batatinha, um milhão de coisas para fazer, e acabei esquecendo que quinta-feira era dia de post. Estou em outro inferno astral fora de época, mas como tudo na vida sempre tem um lado bom, isso quer dizer que eu tenho uma segunda chance de conhecer o Cosmos (moreno, alto bonito, sensual e rico). Vamos fazer uma corrente para que isso aconteça dessa vez, pelamordideus! Sim, porque se eu ainda tiver de mergulhar em mais Caos antes de alcançar o Cosmos, estarei velha e cheia de rugas quando ele chegar. Afinal de contas, estresse dá rugas e faz o cabelo ficar branco. E assim não haverá bofe que me queira. Também não me acostumei direito com essa coisa de quinta-feira, mas lá vai o texto que deveria ter sido publicado e não foi. Beijos para todos e boa leitura... rsrsrs...
***
Oi, gente! O post de hoje é um protesto. Esses dias recebi um Power point enoooorme, cheio de letrinhas, falando sobre o quanto os frangos sofrem nas granjas e coisa e tal. Que a gente não pode comprar ovo no mercado porque as galinhas sofrem nas granjas e isso é um absurdo e blá, blá, blá. Confesso que nem li porque era muito grande e eu não tenho paciência. Figuras eu até vejo, mas muita baboseira para ler não rola. Sei que esse e-mail veio de uma amiga vegetariana que tem mania dessas correntes. No Natal ela mandou uns e-mails fazendo campanha contra o peru, porque coitado do peru que sofre, cortam o bico dele, etc., etc. Queria que todos aderissem ao Natal vegetariano sem peru. Vê se pode! Eu espero o ano todo pra comer aquele peru suculento... Ignorei a corrente anti peru de Natal e assei o meu como de costume. Tradição é tradição.
Assim como muitos vegetarianos, essa amiga ainda consome o leite, seus derivados e ovos. É a tal categoria ovo-lacto-vegetariana. Aí um dia estávamos tomando um sorvete e ela lá se lamentando porque se sentia culpada. Porque coitada da vaca que passa o tempo todo com as tetas cheias de leite, com aquelas maquininhas que sugam o leite dela enquanto o bezerrinho não pode mamar na mãe dele, e que muitas vezes fazem o tal baby beef com o pobrezinho, e que isso é uma maldade e tal. Enquanto isso eu olhava minha bolsa de couro do lado e pensava em como é bom o cheirinho do couro, em como eu adoro coisas de couro... Depois ela emendou no assunto do ovo, e que coitada da galinha, porque é uma maldade roubarem o ovo da pobre coitada, que aquele ovo poderia virar um pintinho, e que estavam roubando o filhote da mãe etc, etc. E tudo isso ilustrado por cenas de documentários que mostram toda a crueldade feita aos animais. Pois muito que bem. No dia seguinte eu fui passear em um sítio e descobri que o ovo só dá pintinho se estiver galado, ou seja, se a galinha cruzar com o galo, e que a galinha só liga pro ovo quando está choca. Fora isso ela põe ovos todos os dias e não está nem aí se você vai lá no ninho e pega. E é claro que quando o objetivo do ovo é o comércio ele não está galado, porque ninguém é maluco de vender um ovo com pintinho dentro. Quando voltei tratei logo de mandar um recado consolador dizendo que ela poderia comer ovos sem culpa. Aí agora ela me vem com esse Power point falando das maldades com as galinhas? Fala sério!
Fora essas histórias da maldade ainda tem as neuroses. A criatura não usa qualquer sabonete porque a maioria é feita com ingredientes retirados de animais. Xampu, só usa se não for testado em animais, assim como maquiagem, óleo de banho, etc. Toda vez que vai comprar algo lê a composição pra ver do que é feito e se não é testado em animais. Vê se pode. Como se algum ser humano normal fosse capaz de entender aquele monte de palavrões que vêm escritos nos rótulos das coisas. Eu hein! Bolsa, só se for de couro ecológico, aquele de fazer sofá. É a famosa bolsa de sofá. Cafonérrima, por sinal. E como se não bastasse, fica falando das crueldades enquanto a gente está comendo carne perto dela. Ou vocês acham que eu vou ao Mc Donald’s e peço uma salada (que eu nem gosto) só por causa dela? Nunquinha. Peço logo o hambúrguer de carne bovina maior que tiver. E quando não está falando está mandando correntes.
Eu já falei pra ela que a missão do frango no mundo é a minha panela. Quando não é a panela é o forno, a frigideira... e por aí vai. A vaca existe pra dar leite pra gente e proporcionar o couro para a feitura de bolsas, sapatos, cintos... É assim que funciona, é a cadeia alimentar. Além do mais, ninguém está a salvo. Se uma pessoa for fazer um safári lá na África corre o risco de ser devorado por um leão. Se uma pessoa se perder no meio da Floresta Amazônica corre o risco de ser devorado por uma onça. Sendo assim, vamos devorar as vacas, as galinhas, os porcos e seus derivados, porque assim ficamos quites com a natureza. E também, coitados dos vegetais, tão indefesos. Ficam lá na horta, não têm nem a chance de se defender, correr... vão direto para a panela. Em algumas religiões da Grécia antiga acreditava-se que os vegetais eram o começo da evolução dos espíritos. Um espírito vinha ao mundo pela primeira vez em forma de verdura. Depois alguém comia aquela verdura e o espírito evoluía e virava uma arvorezinha, e assim por diante, até virar um ser humano que era o fim da evolução, o ponto máximo onde poderia chegar. Daí podemos concluir duas coisas: uma é que o homem é o topo e isso não se discute mais. A outra é que devemos maneirar nos vegetais porque corremos o risco de comer um futuro membro da família. Nunca se sabe. Então é isso, por hoje é só. Um beijo para todos e um bom churrasco no próximo domingo, mesmo que seja de alcatra, na laje e ao som do funk da Gaiola das Popozudas. Porque domingo sempre rola um churras...

8 comentários:

Priscila disse...

que maldade hein, eu bem que concordo com sua amiga, embora nao siga, porque eu não consigo evitar de comer carne, quando eu for mais evoluida chegarei lá!!tadinhos dos bichos e nem venha com essas historia de vegetais que nem cola hhaha.

Lara Gouveia disse...

Como não? Claro que cola. E o meu poder de persuasão, fica onde? Hehehe... Acho que essa sua opinião quase vegetariana é fruto da sua temporada na clínica veterinária... sei não... hehehe...

Carla disse...

"A outra é que devemos maneirar nos vegetais porque corremos o risco de comer um futuro membro da família. Nunca se sabe." E viva o Big Mac e as bolsas de couro!!! Não gosto de ver programas esilo discovery onde os animaizinhos são maltratados... Mas cá pra nós.. Um xurras de picanha??? Huuummm rsrsrs

Lara Gouveia disse...

Vivaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!

Priscila disse...

ahh genteeeee mas vcs estão só omitindo, ao não ver esses programas, eu como mais frango que carne, mais eu fico com pena dos franguinhos, das vaquinhas, dos boizinhos. coitadinhosss eles não merecem isso!!
prefiro comer um aspirante a membro da familia (já que assim ele vai evoluir) do que um bezerrinho, a proposito, baby beef é uma delicia, mas imagina seu filhotinho sendo comido? eu não quero isso não.

Lara Gouveia disse...

Ih, virou debate a parada aqui... rsrsrs... Mas helloooowwww!!! É o filhote da vaca, e a missão da vaca também é a minha barriga. O leita ainda vá lá que acho até esquisito beber uma coisa que não é da minha espécie, mas que se dane, bebo assim mesmo. Já a carne, Deus criou para eu comer. Eu hein! E o frango também, e o peixe também. Já os vegetais, foram feitos para purificar o ar que respiramos, transformar o gás carbônico em oxigênio... E cá entre nós, depois da Revolução Industrial estamos cada vez mais precisados de vegetais para purificar o ar. Então vamos parar com essa mania desagradável de vegetarianismo, ok? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.............
E vamos plantar mais porque o mundo está muito precisado.

Priscila disse...

ahh concordo em plantar mais, mas tb concordo em come-los. quanto aos bichinhos mantenho minha posiçao, além disso uam das minhas metas esse ano é comer menos MC donalds rsrs!!

Amanda disse...

isso me lembrou a placa mórbida q comprei aqui pra churrasqueira d casa - onde vai rolar um churrasco qndo vc vier =-) - q diz "cantinho do churrasco" e, embaixo, tem uma vaquinha com aqueles recortes de açougue... =-PP

só qndo cheguei em casa vi que a vaquinha tinha uma cara triste... mas pendurei assim mesmo!! =-)