... na beira da estrada, tá bichada ou tem marimbondo no pé!!!

domingo, 23 de novembro de 2008

Se inveja mata...

........... então você morreu e não sabe!

Oi, gente! Hoje vou contar uma coisa que aconteceu comigo e que serve de alerta para vocês. Todo mundo tem um seca-pimenteira por perto. O problema é que às vezes o olho-gordo de certas pessoas na verdade é obeso, e isso começa a atrapalhar a nossa vida. Quando a gente começa a perceber que Fulano de Tal é um invejoso em potencial, temos duas opções: uma é se afastar do Fulano para sempre e se livrar do problema, a outra é simplesmente nunca contar nada pro cara, que é pra garantir que não vai dar errado. A segunda opção só é válida quando o invejoso é alguém de quem não tem como se afastar, como uma pessoa da família, por exemplo. Ou então quando a gente percebe que ele não é assim por mal e que ainda tem chances de melhorar. Aí a gente até tenta ajudar para que a pessoa chegue a um nível de satisfação tal que não precise mais secar ninguém e, uma vez reabilitado, o invejoso pode voltar a fazer parte do grupo de confidentes de plantão. Mas existem casos que simplesmente já estão perdidos, então é só mandar a pessoa ir catar coquinhos e pronto. Paciência. Tem gente que simplesmente não vale a pena. Só para vocês verem como um invejoso pode atrapalhar as nossas vidas com sua energia negativa, vou contar uma história que me permitiu comprovar a má influência.
Outro dia desses eu conheci um carinha na internet que era um verdadeiro mala-sem-alça. Ok, ultimamente eu tenho conhecido muita gente na internet, o que me faz pensar que eu devo mandar instalar um bloqueio de bate-papo de modo que eu não saiba tirar de jeito nenhum, que é pra não cair em tentação, mas não é esse o foco da história. O caso é que o cara era um chato, chiclete que ficava me ligando e me enchendo o saco. E pior: queria me conhecer. Aff... No dia em que eu conheci o cara by net já me senti pressionada e não gostei. E falei isso pra ele e excluí do MSN. Só que antes eu dei meu telefone, mas pensei que ele não ia me ligar, pois eu já tinha dito que não estava a fim. Ledo engano. O grude me ligou uns dias depois e eu fiquei louca de raiva. Vou explicar por quê. O chato já começou dando uma de pobre e pediu meu telefone de casa porque a ligação era mais barata. Eca! Depois de alguns minutos de conversa ele queria ver minhas fotos no Orkut, aí eu dei o e-mail para ele adicionar mas o Orkut é trancado, então ele só poderia ver as fotos depois que eu autorizasse. Só que o mala não estava a fim de esperar e queria que eu desse minha senha para ele entrar no meu Orkut e ver minhas fotos. Até parece! Eu disse que não, é claro, e ele não gostou. Me encheu a paciência até que se deu por vencido. Aff de novo. Daí ele ficou enchendo o saco para a gente se encontrar e eu concordei. Só que ele não ia me trazer em casa depois porque não sabia meu endereço e se recusava a aprender porque, segundo ele, andar de carro é muito complicado e seria muito difícil pra ele voltar depois sem ter ninguém que lhe indicasse o caminho. Sem comentários. Me trazer em casa seria o mínimo que ele poderia fazer e eu tratei logo de colocá-lo no lugar dele e deixei bem claro que não sou mulher para ser deixada no meio do caminho. Depois o idiota começou a falar em rachar a conta, termo esse que eu abomino e já expliquei o motivo. Já tenho minha parcela de gastos e blá, blá, blá... (vide posts anteriores). Aí meu humor mudou e ele percebeu. É importante dizer que todo esse processo levou alguns dias com esse chato me ligando e pedindo pra eu ligar pra ele. Quando eu dizia que ia ligar e atrasava alguns minutos ele já me ligava reclamando e fazendo uma cena de ofendido. Socorro!!! Veadinho! Se eu não liguei era porque não estava a fim, será que é difícil entender? E ele nem me conhecia ainda e já estava me colocando vários defeitos, reclamava e se metia na minha vida. Um verdadeiro psicopata. Só sei que, no final, eu já não sabia mais o que fazer para me livrar dele. Aí....... Me lembrei do invejoso. :)
Dizem que a necessidade nos obriga a achar uma solução para o problema, e isso com certeza tem a ver com meu lema de que no fim tudo acaba bem. Ao me ver nessa saia justa logo o desespero me levou a pensar em um jeito de me livrar dele e de fazer com que ele não me perseguisse e não fizesse uma cena. Lembrei de uma pessoa invejosa em potencial e resolvi fazer um teste. Contei tudo e ainda enchi a bola do cara. Aí a criatura da inveja foi logo achando que o bofe estava apaixonado e colocou seu olho-grande em ação, pois essa pessoa é uma mal amada que não arruma ninguém, e logo ficou com inveja da minha situação aparentemente privilegiada. Hehehe... meia hora depois o cara ligou dizendo que o carro dele tinha quebrado e que ele não andava de ônibus de jeito nenhum. Desmarcou comigo e disse que ia resolver o problema do carro e que marcaria para outro dia. Fiquei bege! O olho-grande secou completamente o meu quase namoro... kkkkkkkkkkkk............ Achei ótimo e fui contar à criatura para que ela ficasse feliz e reforçasse a situação "carro quebrado" com suas vibrações urucubentas, afim de que o mala sumisse de vez. E funcionou! O cara ainda tentou continuar o contato até que se mancou e desapareceu, e quem ficou feliz da vida foi eu. Pronto. Isso serviu para comprovar que realmente essa pessoa era uma invejosa e eu parei de contar minha vida pra ela. E também serviu para eu ter certeza de que a inveja alheia é um problema. A gente precisa ter cuidado com as pessoas para quem contamos a nossa vida. Dessa vez foi de propósito e não era nada sério, mas poderia ter sido. Então é isso, tomem muito cuidado, pois existem os amigos e os “amigos”. Por hoje é só. Beijos e até semana que vem.

3 comentários:

Carla disse...

Pois é.. Inveja mata msm! E faz mal! O problema maior é q custa pra gente descobrir quem são essas "pessoazinhas" em nossas vidas, mas enfim...
Deixa eu comentar q o cara foi mega super hiper ultra sem noção em pedir a senha do orkut! Melhor pedir a senha do banco! kkkkkkkkkkkk
E outra parte q adorei foi a de rachar a conta "vide post anterior"... rsrsrsrs

Lara Gouveia disse...

Descobrir essas pessoas realmente não é fácil, mas com o tempo a gente vai percebendo e se afastando. Tudo acontece na hora certa. Agora essa de que era melhor ter pedido a senha do banco... pqp... kkkkkkkkkkk........ Adorei!

Renata disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.