... na beira da estrada, tá bichada ou tem marimbondo no pé!!!

sábado, 20 de setembro de 2008

As novidades da vida moderna

Oi, gente! Primeiro deixa eu me desculpar pela não-publicação do post da semana passada. O que aconteceu foi que eu estava ocupada demais farreando horrores e não deu tempo de publicar nada... Saí no sábado e só voltei no domingo, mas já era tarde e eu estava cansada e com o sono atrasado, então não entrei na internet. Como dessa vez não rolou nem uma notinha explicativa, teve gente brigando comigo e tudo, acreditam? Pois é, as pessoas clamam pelo meu veneninho semanal. Mas nem achei ruim com a pessoa que reclamou não, pelo contrário, atá gostei. Foi uma massagem no ego. Se quando sentem falta de mim já é bom, quando sentem falta do que eu faço é melhor ainda... hehehe... A-do-reeeiii!!! Continuem reclamando quando não houver post, estou pedindo... por favoooorrrr!!!!!!! Podem até mandar e-mail para o blog (tem um endereço de e-mail aí, caso não tenham percebido...).
Bem, hoje é sábado mas já estou adiantando a publicação porque esse fim de semana também está prometendo. Vai rolar uma feira literária lá na PUC e eu vou, é claro. Hoje e amanhã, então não sei quando estarei de volta ao lar. Pelo menos dessa vez é uma farra intelectual, vai alimentar meu cérebro de boa arte e bons escritores. E só para dar uma incrementada, um chopinho mais tarde que eu não sou de ferro.
Mas vamos mudar de assunto senão o texto de hoje não sai. Dessa vez o óssio contemplativo – do qual todo criador necessita – deu espaço à reflexão sobre as coisas bizarras que acontecem hoje em dia. E se eu, que sou a pessoa mais esquisita que conheço, estou percebendo isso, então é porque deve ser fato mesmo. Vai ver é essa tal de hipermodernidade, tão falada pelos psicólogos. A lista de coisas bizarras vem encabeçada pelas loucuras de certos donos de animais. Eu tenho uma amiga que tem uma cachorrinha e vai se mudar para uma outra cidade, mas por algum motivo do qual não me lembro, não vai poder levá-la. Aí decidiram o seguinte: a prima dela vai ficar com a cachorra durante a semana, e a mãe dela vai ficar nos fins de semana. Vê se pode: guarda compartilhada de cachorro. Era só o que me faltava. Minha tia tinha uma cachorra que comia queijo branco, frutas e tomava iogurte de morango no café da manhã. Um monte de gente por aí passando fome e a cachorra tomando iogurte... Tenho uma conhecida que canta todos os dias de manhã para a cachorrinha dela. Ela e o marido: os dois acordam e nem olham um na cara do outro, vão direto dar bom dia para a cachorra e cantar as músicas dela (sim, ela tem uma trilha sonora só dela). A namorada de um amigo meu não viaja mais por causa de um gato mutante que apareceu lá na casa dela. O gato é todo estranho, tem uma bola de carne na ponta do rabo e uns oito dedos por pata. Aí toda noite o gato sai para passear e ela fica acordada esperando ele voltar, porque se não tiver ninguém para abrir a porta o gato some uns dois dias. Ele se recusa e esperar no quintal e faz pirraça. Do jeito que a coisa vai, até a escala de evolução dos espíritos vai mudar, a gente vai passar a evoluir de ser humano para cachorrinho de madame. Eu mesma, na próxima encarnação, quero ser uma dessas cachorrinhas, elas comem do bom e do melhor, não têm trabalho com nada, passeiam todos os dias, não se preocupam nem com o próprio banho e pelo visto são muito amadas. Tem até escova pra cachorro, manicure pra cachorro, balaiage em pêlo de cachorro...
Outra coisa bizarra da qual a mídia não pára de falar é a virgindade da Angela Bismarchi. Sem noção é pouco! Vê se pode: a mulher já deu que nem chuchu na serra e agora quer voltar a ser virgem! Disse outro dia desses na TV que na primeira vez que perdeu a virgindade não foi por amor... kkkkkkkkkkkkkkk........... E quantas vezes se perde a virgindade numa vida? Pelo visto isso pode acontecer quantas vezes você quiser. Será que ela não sabe que virgindade é pureza? Um pedaço de pele a mais ou a menos não faz a menor diferença. Tá, tudo bem, ela quer se promover à custa disso (sim, é à custa, no singular mesmo... vai ler uma gramática e não enche!), mas tem gente por aí que não é celebridade nem nada e tá caíndo na mesma esparrela. Tem uma pessoa na minha família que pensa que é virgem também. Vai casar virgem e tudo, mas o vestido vai ser branco só na frente, atrás vai ser colorido... entenderam? Vê se pode! E essa pessoa fica pousando de santinha... só se for do pau-oco. E vamos combinar? Nem se pode dizer que a Angela Bismarchi é celebridade! Fala sério! Ela não tem talento, não é bonita e nem é inteligente... só fez milhares de plásticas e pensa que é musa do carnaval. Agora está usando essa parada mega ridícula para aparecer. PLA pra ela, que precisa disso pra fazer sucesso.
Aí vocês vão me dizer: ah, mas isso sempre aconteceu... Sim, pode ser, mas parece que agora essas coisas estão gritando na nossa cara. A impressão que eu tenho é que está tudo mudando cada vez mais rápido, e antes não era assim. Será que só eu que acho isso? Por favor deixem suas opiniões por comentário, vou gostar de saber o que vocês pensam sobre o assunto. O mundo está muito estranho. Às vezes me pego em uma maluquice dessas. Antigamente pagava uma fortuna de conta de telefone, agora nem uso mais. Até mandei cancelar uma das linhas da minha casa, pois só me comunico pela internet. Se passar duas semanas sem entrar no msn e no Orkut não falo com ninguém. E eu não sou a única. Dá pra viver sem a geladeira, mas sem a internet... impossível. E por aí vai. Acho que depois de escrever esse texto vou pensar melhor sobre a minha relação com o mundo. Os valores e as prioridades estão de cabeça para baixo. A modernidade trouxe até uma coleção de doenças novas que antigamente nem se ouvia falar. TPM, síndrome do pânico, estresse, etc. Hoje em dia as pessoas se trancam dentro de casa porque têm pânico. Será que antes o pânico não existia, ou será que as pessoas enfrentavam melhor esse tipo de situação porque não tinha um laudo do psiquiatra para dar respaldo a uma licença no trabalho? Se a gente não tomar cuidado vai acabar deixando a vida de lado por conta dessas novidadezinhas que borbulham cada vez mais. Também não vou terminar este texto pedindo que vocês pensem sobre o assunto pois, além de ser piegas, se eu acho que alguma coisa precisa mudar, devo começar por mim. Então eu prometo pensar sobre o assunto. Vou encerrar por aqui, pois ainda vou fazer minhas unhas antes de sair. Nunca se sabe... vai que o amor da minha vida está no meio do caminho. Não posso sair sem fazer as unhas e a sobrancelha. Beijos para todos e até domingo que vem se as baladas permitirem, é claro.

P.S.: Esse post é em homenagem a uma prima minha que é muito mais esquisita do que eu. Pois é, eu não sou a pessoa mais esquisita que conheço, como disse acima, tem gente por aí muito pior. Não preciso dizer o nome dela, pois como vocês já perceberam eu não cito nomes no blog, exceto o de celebridades que merecem, pois essas já estão acostumadas com o malho da mídia. Não exponho pessoas comuns ao ridículo abertamente. Essa prima é muito querida e com certeza vai se reconhecer quando ler esta dedicatória.

Um comentário:

Bianca disse...

Gente.....esse blog tá perfeito.Arrasou! Ri muito em relação ao tema atual e concordo sim q o mundo tá bizarro.Meus cachorros só comem pão se passar manteiga.rsrsrs
Agora, sobre a "virgindade", super podre essa mulé q ker fazer a tal "mudança", como se virgindade fosse uma questão de "pele".
Mas a parte da noiva colorida...putz...quase caí da cadeira.....virgem na frente e alargada atrás...UAHUAHAUHUAHAUHAUHUHAUHAUHAUAH.....Muito show.....sabe como é né....vidinha moderna...estilo safado...ehehehe...Beijos para Todas os virgens bizarros do mundo moderno!